Como profissionalizar as suas redes sociais e criar uma presença digital

CAPA_LINKEDIN

A gente já está cansado de repetir e você já está cansado de ouvir que as redes sociais são peça fundamental para que qualquer empresa cresça hoje em dia. Mas mesmo que já tenhamos batido nessa tecla tantas vezes, você ainda não profissionalizou as suas redes, não é?

Vamos então para um teste. Eu te desafio!

Se você responder “Não” para todas essas perguntas, tudo bem, eu jogo a toalha, você não precisa das redes sociais para o seu negócio. Mas se você responder “Sim” para apenas uma dessas perguntas, profissionalizar as suas redes é mais que uma escolha, é um dever seu com o sucesso do seu negócio.

Vamos lá!

1. Você está vendo todos ao seu redor usando as redes sociais como uma ferramenta de venda e não consegue fazer o mesmo?

2. Você possui bons resultados off-line, mas quando chega o momento de expandir as vendas para o mercando online, não consegue sair do lugar?

3. Você tem tudo nas mãos para abrir um negócio, mas não quer investir em uma estrutura física no momento?

4. Você já está no mercado há tempos, seus clientes estão fidelizados, a sua rede até tem um bom número de seguidores, mas são sempre os mesmos e você não consegue atrair novas pessoas?

E aí? Eu aposto que se você tem um negócio e as suas redes sociais ainda não são profissionais, você respondeu “Sim” para alguma dessas perguntas.

Agora que você já tem em mente que precisa investir na profissionalização das redes sociais da sua empresa, vamos entender melhor de que forma isso pode ser feito.

Defina que tipo de conteúdo postar                                                                                             

Uma das principais estratégias usadas por empresas nas redes sociais é explorar o marketing de conteúdo em suas postagens.

E como isso funciona? Simples, a maioria das pessoas está na internet para consumir conteúdo, seja em forma de humor ou informativo, o que os usuários estão atrás é de postagens que prendam a atenção.

Depois de estabelecido esse primeiro vínculo, aí sim, os posts voltados exclusivamente para a venda tem mais espaço.

E como saber qual tipo de conteúdo o meu público quer receber? Para isso, é preciso criar a sua persona. Explico melhor sobre ela, neste artigo.

Para defini-la com eficiência, busque responder essas perguntas: Quantos anos tem a minha persona? Onde ela trabalha? O que ela faz no tempo livre? Ela se identifica no feminino ou masculino? Qual é a maior dificuldade dela?

Defina com antecedência o seu cronograma de postagens

Agora que você já sabe o que postar, precisa definir quando postar.

Por que é tão importante definir isso com antecedência? Em primeiro lugar, as suas redes precisam de constância, isso não quer dizer que você precise postar diariamente, mas seguindo determinada frequência. Por isso, já saber de antemão o que será postado durante a semana otimiza (e muito) o trabalho de gestão de redes.

Em segundo lugar, saber quais postagens serão feitas e quando serão postadas, possibilita que você não se perca no tipo de conteúdo postado, gerando maior controle e diversidade.

Mantenha as postagens de acordo com a identidade visual da sua marca

As redes sociais também são uma espécie de vitrine para os produtos e serviços da sua empresa. Todos os posts precisam estar em consonância entre si.

E como fazer isso? Seguir a mesma linha visual é importantíssimo para manter esse equilíbrio entre cada postagem. Seja utilizando apenas cards ou fotos.

No caso de um feed composto apenas de fotos, uma boa dica é que elas sigam a mesma paleta de cores ou estejam editadas com um filtro que ofereça a mesma tonalidade.

Mantenha uma interação com o público

A grande sacada de ter uma presença ativa nas redes sociais é justamente porque o seu público também está lá. Use e abuse disso!

Responda comentários, elabore posts interativos, explore as ferramentas de enquetes, faça perguntas, crie desafios… As redes estão aí com possibilidades infinitas de interação, basta se jogar nelas!

Utilize as ferramentas de venda que as próprias redes oferecem

Essa última dica é fundamental para analisar e fazer acontecer todas as outras citadas acima.

Em primeiro lugar, mude o seu perfil de “pessoal” para “profissional” na própria rede social, seja Instagram ou Facebook.

Em segundo lugar, faça uso dos espaços de marketplace que essas redes oferecem. Eles surgiram para facilitar a compra e venda de produtos através das próprias redes sociais.

Os marketplaces servem para a exposição dos produtos da sua empresa, mas ainda não é possível realizar transações bancárias por eles. Por isso, uma boa opção é atrelar a este espaço, um link para o seu próprio site e-commerce, mas isso já é assunto para um outro artigo.

Gostou das dicas que leu aqui? Você também pode gostar desses outros artigos:

Posts Recentes